Registrar-se

Saiba o que é a terapia do surfe

O surf é um esporte com benefícios físicos e mentais. Fonte:Free-Photos Há muitos anos a humanidade identificou que o contato com a água do mar era capaz de fazer bem para a saúde e, recentemente, essa descoberta alcançou um novo patamar através da criação de uma nova forma de terapia que explora esse conceito, a qual foi chamada de “terapia do surfe”. Apesar de ainda estar em seus estágios iniciais e não ser tão conhecida, a terapia do surfe tem ganhado novos adeptos em países como Estados Unidos, Inglaterra e Austrália, e se mostrado especialmente útil na cura de doenças psicológicas.

Benefícios para o tratamento de estresse pós-traumático

Nos últimos anos, a Marinha dos Estados Unidos direcionou cerca de US$ 1 milhão para pesquisas dedicadas a investigar o potencial terapêutico desse método em militares reformados que sofrem com estresse pós-traumático e outras condições similares, como insônia e depressão. Um dos nomes envolvidos nessas pesquisas é a terapeuta ocupacional Carly Rogers, que se dedica há anos ao estudo e ao aprimoramento da terapia do surfe. Em 2004, Rogers desenvolveu um programa de terapia com foco no surfe após enfrentar e superar seus próprios problemas emocionais e psicológicos através da prática desse esporte. PTSD Fonte:Cpl. Megan L. Stiner Entre os grupos de pacientes acompanhados pela terapeuta, um deles era formado por veteranos de guerra que sofriam com sintomas constantes de estresse prós-traumático. Durante o programa de terapia com o surfe, que consistiu em cinco sessões, foi possível observar que os sintomas da doença regrediram e que os índices de presença foram bem elevados, indicando uma clara preferência dos pacientes por esse método. Além disso, outro benefício do surfe no combate aos sintomas dessa condição, especialmente a insônia, é o fato da atividade ser cansativa o bastante ao ponto de contribuir para a qualidade do sono. Alguns dos veteranos que tinham dificuldades para dormir relataram que, depois de anos conseguiram voltar a dormir por várias horas ininterruptas, algo que nem mesmo uma forte medicação era capaz de fazer.

Os pontos positivos desse novo método de terapia

De acordo com a psicóloga australiana Christine Bagley-Jones, apesar do surfe ainda não ser reconhecido formalmente como um modelo de terapia tradicional, a medicina já atestou em outras ocasiões, como na equoterapia, que a inclusão de uma atividade física é capaz de trazer inúmeros benefícios aos tratamentos de saúde mental. Segundo Christine, não é nenhuma novidade que a saúde física está diretamente ligada a saúde mental, e vice-versa. No caso do surfe, a psicóloga acredita que a atividade é bastante eficiente em distrair os pacientes de seus pensamentos relacionados a ansiedade e depressão, pois a alegria e a empolgação sentidas ao superar uma onda é similar a sensação de vencer um prêmio no cassino ou realizar um objetivo muito esperado. A imagem que as pessoas, no geral, possuem do surfe como sendo uma atividade alto astral também é um aspecto positivo na quebra dos preconceitos e tabus que ainda existem em relação a busca de ajuda por quem sofre de doenças psicológicas. Por mais que a conscientização sobre como é importante procurar o devido tratamento para essas doenças esteja aumentando, ainda existem pessoas que hesitam em fazer isso por terem medo ou vergonha de se consultarem com psicólogos e psiquiatras. Desse modo, o surfe se destaca como um método alternativo capaz de atrair essa parcela de pacientes, a qual consiste principalmente de homens mais velhos que possuem dificuldade em aceitar que estão com problemas e necessitam de ajuda profissional.


Reviews falsas estão cada ... As probabilidades de Game ...