Registrar-se

Conheça os grãos de café mais caros do mundo

café mais caros do mundo Fonte: Wikimedia

Uma das bebidas mais consumidas do mundo, o café é conhecido por ser acessível e estar em todos os lugares. Porém, de forma parecida como acontece com o vinho, que varia de acordo com o tipo de uva, os grãos de café também não são iguais, e possuem diferenças de sabor e qualidade, dependendo do ambiente em que são produzidos, a maneira como é realizado o seu processamento e diversos outros fatores. Sendo assim, descubra a seguir quais são os tipos de café mais caros da atualidade. E caso o valor desses grãos esteja fora de seu orçamento, uma boa alternativa é apostar em jogos de cassino e ter a chance de ganhar ótimas recompensas.

1. Kupi Luwak

Original da Indonésia, o grão de café Kopi Luwak possui um processo de produção bastante diferente e específico. Em primeiro lugar, esses grãos são consumidos por Civetas, que são pequenos mamíferos que habitam o país. No decorrer da digestão do café por esses animais, são liberadas certas enzimas e ácidos sobre os grãos, que eventualmente acabam expelidos, no que é considerado um “processo de fermentação natural”. Ao final, o grão de café Kupi Luwak consegue ter um sabor levemente adocicado, com um fundo de aroma de frutas vermelhas e sem nenhuma acidez, o que justifica o seu preço de mais de US$ 1.000 por quilo.

2. Ospina

O café Ospina se orgulha de ser a marca de café mais antiga da Colômbia, iniciada por Mariano Ospina Rodríguez em 1835. Além do quesito tradição, os grãos de café utilizados pela marca possuem um tempo de produção muito mais demorado que o normal, podendo levar entre 3 a 5 anos entre o período em que é plantado até o momento em que está pronto para ser vendido. Em relação ao sabor, por ser cultivado em cinzas vulcânicas, o café Ospina tem um aroma que remete a caramelo e nozes, com um toque de suavidade inconfundível. Já o preço, este é de quase US$ 300 por quilo. café Fuente: Pixabay

3. Esmeralda Geisha

Produzido em Chiriquí, no Panamá, o grão de café Gueisha, da famosa Fazenda Esmeralda, tem como grande diferencial o fato de ser cultivado em um local com altitude acima de 1500 metros. O sabor desse grão também é bastante especial, com toques delicados de rosa e lavanda, o que o torna único no mercado. Essas características são a razão do preço elevado do café Gueisha, cerca de US$ 250 por quilo.

4. El Injerto

Com mais de 100 anos de tradição, o café El Injerto é o mais caro da Guatemala, e é feito através de um processamento artesanal, no qual somente grãos em tamanho uniforme são torrados. Com um toque de sabor floral e frutado, o El Injerto já ganhou nove vezes a competição Cup of Excellence, cujo objetivo é premiar os melhores cafés do mundo. Com tanto prestígio, o valor do quilo desse grão é de aproximadamente US$ 120.

5. Jamaica Blue Mountain

Cultivado em condições únicas, em uma altitude de mais de 1000 metros acima do nível do mar e em um clima frio e único, o Jamaica Blue Mountain é separado a mão, e somente os melhores grãos são selecionados, com o objetivo de manter o alto padrão de qualidade do café. Muito elogiado por seu sabor bem leve e sem um toque amargo, esse grão chega a ser vendido por US$ 100 o quilo.


Existe vida pós-Game of ... O Dia Internacional do ...